Representantes de indústrias da região estiveram na segunda palestra da FIESC, durante a Fersul, nesta quinta-feira, 15 de agosto.

 

Eles foram conhecer as oportunidades que o Ecossistema de Inovação Catarinense tem para oferecer para ajudar as empresas a criarem novos produtos e serviços. Quem compartilhou as informações foi Rafael Boaventura, interlocutor de Inovação do IEL para o Alto Vale, entidade da FIESC. Ele mostrou vários exemplos de inovação como Uber, Airbnb, EatWith, Singu, Getninjas, DogHero, entre outros, que chegaram na onda da economia colaborativa e criativa. Rafael citou também as estratégias de empresas que buscam fora de seus portões as alternativas para desenvolverem novas soluções para o mercado, como é o caso da Whirlpool, CiSer e Tecnisa.

De acordo com ele, quando há uma rede de apoio fica mais fácil desenvolver novas ideias. “Um ecossistema de inovação é uma rede, com vários atores, dentro de três hélices: Universidades, empresas e governo. Cada um exerce um papel para que as conexões aconteçam e produzam resultados. Hoje não funciona mais uma empresa andar sozinha. O caminho para o sucesso é a inovação aberta e não mais esconder projetos numa gaveta, para um dia talvez, sozinho, descobrir como colocar em prática”, explicou.

Portanto, quando uma indústria não possui competências técnicas ou recursos financeiros para desenvolver um produto, a alternativa é fazer parte de um ecossistema de inovação e se relacionar para encontrar parceiros, sejam eles bancos, universidades, governo, entidades de classe ou outras indústrias.

Durante a palestra Rafael explicou o passo a passo para inserir uma empresa em um ecossistema de inovação, falou sobre o Plano de Desenvolvimento de Santa Catarina e a estrutura de apoio em Rio do Sul. Para completar, divulgou a recente iniciativa da FIESC Alto Vale, o Eixo de Desenvolvimento da Indústria para a Inovação, que prevê uma agenda de atividades, cujo intuito é fortalecer o ecossistema de inovação na região.

Ana Luiza Calbusch, coordenadora financeira da Bovenau, assistiu a palestra e concluiu que as indústrias precisam estar inseridas num contexto de inovação. “Não adianta ficar escondido. Devemos ampliar os horizontes, buscar conhecimento, parcerias. É muito importante também encontrar os recursos para executar uma ideia. Nós temos um projeto, por exemplo, que será viabilizado pelo Inovacred, uma fonte de fomento que eu descobri durante uma palestra no SESI, no ano passado”, afirmou Ana.

 

As próximas palestras da FIESC durante a Fersul serão:

Dia 16 – Sexta-feira - 15h às 16h30 - Indústria 4.0: Os desafios da Inovação do setor têxtil - Carla Wick Feder - Docente do SENAI de Jaraguá do Sul

Dia 17 – Sábado - 9h às 12h - Do portão para dentro: o que estamos fazendo para tornar a indústria mas produtiva - Geferson Luiz dos Santos - Gerente executivo dos Institutos SENAI de Tecnologia.

Adquira deu ingresso gratuitamente no site www.fersul.com.

 

FOTOS: Debora Claudio

 

 

 

 

Contato


captcha
Powered by BreezingForms

Localização


Rua Alameda Bela Aliança, 06 - Jardim América ⁞ Rio do Sul/SC ⁞CEP:89160-172 ⁞Telefone: (47) 3521-2870