Palestra sobre os desafios da Inovação na indústria têxtil trouxe exemplos de como a tecnologia está rompendo barreiras.

 

Carla Wick Feder, designer de moda e especialista em Design Gráfico foi a convidada da FIESC Alto Vale para a palestra de sexta-feira, 16 de agosto, na FERSUL 2019, evento organizado pela ACIRS. Ela contou como a Indústria 4.0 está atuando no setor têxtil e explicou os pilares que a sustentam: Internet das coisas, Big Data Analytics, Computação em nuvem e realidade aumentada.

Carla mostrou o cenário brasileiro e os desafios das indústrias têxteis para se adaptarem à nova realidade. “As inovações disruptivas assustam, pois são rápidas e ainda pouco acessíveis. Mas a Indústria 4.0 torna as empresas mais independentes, com processos descentralizados e comunicação instantânea entre setores. Se pensarmos num parque fabril têxtil, a tecnologia impacta mais na produção, com o conceito de produção enxuta, onde só se fabrica por demanda, customizando peças, reduzindo estoque, diminuindo custos, agilizando processos e melhorando a qualidade. O resultado são preços mais acessíveis e aumento da competitividade”, comentou a palestrante.

Ela citou vários exemplos de inovação como as fábricas totalmente automatizadas, os tecidos inteligentes, impressão 3D, robôs colaborativos e sensores embutidos nas roupas, que monitoram indicadores de saúde. Contou também como a Internet das Coisas torna as empresas mais conectadas e como as ferramentas da inteligência artificial podem ser aproveitadas na confecção de roupas. Em sua conclusão ressaltou que o Brasil investe pouco em pesquisas para desenvolver tecnologias, que poderiam gerar novos produtos e negócios. “É preciso se adaptar, se atualizar, fazer as mudanças por etapas para se manter no mercado”, alertou.

 

FOTOS: Debora Claudio

 

 

 

 

 

Contato


captcha
Powered by BreezingForms

Localização


Rua Alameda Bela Aliança, 06 - Jardim América ⁞ Rio do Sul/SC ⁞CEP:89160-172 ⁞Telefone: (47) 3521-2870